flamengo brasileirao 2017

Impressões sobre o maior Clássico do Brasil

O que se esperar do confronto entre os times de maior torcida do Brasil? Emoção, muita emoção…e foi o que o técnico Zé Ricardo ofereceu aos torcedores rubro negros ao iniciar a partida com a dupla de zaga Réver/Juan e manter Márcio Araujo como volante, além de Pará e Trauco nas laterais, típico de quem não fez a lição de casa…e engano de quem acredita que o Flamengo fez pressão sobre o líder. O Corinthians vem ao longo do campeonato se portanto da mesma maneira, é um time que sabe “sofrer pressão” e impor seu jogo, apesar das várias chances de gol, até mesmo num corte contra o patrimônio que milimetricamente carimbou o travessão, a maior chance de gol foi de Jô em ótima defesa de Diego Alves.
Mas porque tanta reclamação quanto à troca de Vaz por Juan? E quanto aos laterais?
Todos que acompanham o campeonato brasileiro 2017 sabem da qualidade e velocidade corintiana em contra golpes, mas Zé Ricardo optou por uma defesa lenta e pesada, a melhor opção seria iniciar com Rômulo e Réver, uma zaga no mínimo um pouco mais veloz e inteligente, como dito pelo comediante Marcius Melhem ao longo da transmissão da TV Globo: “não entendo como sempre levamos o mesmo gol, foi assim nos jogos da libertadores, nos jogos contra Cruzeiro, Grêmio, Santos….” a bola sempre passa entre a defesa rubro negra e encontra um atacante livre. Contra o Corinthians foram pelo menos 3 lances assim, um gol mal anulado, um gol onde o lateral Pará poderia ter cometido a falta ainda longe da área e um lance de defesa incrível de Diego Alves.
E quanto a Márcio Araujo?
Penso que Zé Ricardo deveria assistir mais vídeos dos jogos de seus adversários e também do rubro negro, não é possível que ali no campo ele não veja o quanto Márcio Araujo atrapalha o jogo, sempre posicionado errado no ataque e fazendo marcação a distância na defesa, sua única função é correr atrás dos meias e mesmo assim no lance do gol ele não acompanhou a jogada.
Me pergunto como um time que tem Diego e Everton Ribeiro, o jogador que mais recebe a bola é Márcio Araujo. Todos os adversários sabem disso e deixam a bola chegar ao volante.
Apesar das criticas, Zé Ricardo fez boas alterações no segundo tempo, salvo pela ótima atuação de Arão, Berrio e Vinicius Junior, mas que não ilude a massa rubro negra, o time precisa mudar, Diego tem deixado a desejar, Everton Ribeiro precisa ser mais efetivo, Guerrero jogando isolado e a defesa segue como teste para cardíacos.

Laydson Arantes

Laydson Arantes

Graduando em Ciências Contábeis, empresário e rubro negro fanático. 33 anos, casado, ex jogador aposentado aos 16 anos, sedentário e último a ser escolhido no racha do fim de semana.
Laydson Arantes

Últimos posts por Laydson Arantes (exibir todos)

Comente aqui...

comentário

Laydson Arantes

Graduando em Ciências Contábeis, empresário e rubro negro fanático. 33 anos, casado, ex jogador aposentado aos 16 anos, sedentário e último a ser escolhido no racha do fim de semana.